sexta-feira, 31 de julho de 2009

Curso de Montagem de Telescópio para professores


O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), como parte das comemorações do Ano Internacional de Astronomia (AIA), está oferecendo o Curso montagem, manutenção e manuseio de um telescópio refletor de baixo custo e bom desempenho. Durante o curso os participantes aprenderão a construir e operar um telescópio newtoniano com montagem dobsoniana.

Esta aí um recurso didático que poderá ser utilizado tanto em observações astronômicas como em experimentos de física.


Para maiores informações e inscrições:

Formulário de Inscrição em Word

O curso oferece 20 vagas, com um mínimo de 10 participantes requerido para a sua realização. Os candidatos selecionados serão notificados antes do final de agosto. A lista de selecionados será também disponibilizada na página do Curso.


Divisão de Astrofísica - INPEAvenida dos Atronautas, 1758Jardim da GranjaSão José dos Campos - SP - 12227-010Tel.: (12) 3945-7277 Fax: (12) 3945-6811 (com Sônia)

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Especial Astronomia

Uma ótima oportunidade para se trabalhar astronomia nas séries iniciais é a publicação Especial Astronomia, da revista Ciência Hoje das Crianças - ano 22/nº 203/ julho de 2009. A revista traz um conteúdo muito interessante, e responde a questões tais como: O que faz um astrônomo? E dá um giro pela astronomia moderna.

As escolas de 1ª a 4ª série da rede estadual de São Paulo receberão um exemplar, distribuido pelas oficinas pedagógicas. Um outro modo de conhecer o contéudo da revista é visitando o site http://cienciahoje.uol.com.br/ . Vale a pena conferir.

Curso de atualização para professores

USP oferece curso de física para professores da rede estadual
21 de julho de 2009 • 10h12 • atualizado às 10h12

A Universidade de São Paulo (USP) está com as inscrições abertas para o curso de física moderna e contemporânea, destinado a todos os professores de física e ciências da natureza da rede estadual. Os interessados têm até o dia 22 de agosto para realizar a inscrição pelo site do Núcleo de Pesquisa e Inovações Curriculares (NUPIC): www.nupic.incubadora.fapesp.br e disputar uma das 90 vagas oferecidas. As informações são da Assessoria de Imprensa da USP.
O curso desenvolvido pela Faculdade de Educação da USP e pelo NUPIC pretende discutir assuntos como buraco negro, quarks, dualidades, onda partícula, entre outros temas. A capacitação pretende transformar os professores em agentes multiplicadores do conhecimento dentro da rede. Serão trabalhados três temas: relatividade, linhas espectrais e partículas elementares.
A relação dos professores participantes será divulgada no dia 02 setembro, no site do NUPIC. Os selecionados devem confirmar presença até 08 do mesmo mês. O curso será realizado nos dias 19 de setembro, 3 e 24 de outubro e 7 e 14 de novembro, no prédio da Faculdade de Educação da USP.

"Investir na formação continuada dos professores é trabalhar pela melhoria do ensino oferecido aos nossos alunos", afirma o secretário de Estado da Educação Paulo Renato Souza.
Parceria

segunda-feira, 20 de julho de 2009

40 anos do pouso na Lua

Em 20 de julho de 1969, aparelhos de televisão em todo o mundo transmitiram a mesma imagem indistinta: Neil Armstrong descendo a escada do Módulo de Pouso Lunar Eagle e tocando a superfície da Lua com sua bota, "um pequeno passo para um homem, um salto imenso para a humanidade".
Pois é hoje estamos comemorando os 40 anos do primeiro pouso na lua.
Para saber um pouco mais de um pulo em http://ciencia.hsw.uol.com.br/pouso-lunar1.htm .
Até julho de 1969, os norte-americanos haviam perdido praticamente todas as batalhas espaciais para os russos, que foram os primeiros a enviar um satélite artificial ao espaço, a colocar um ser vivo em órbita, a fazer uma missão espacial tripulada e a mandar uma sonda para a Lua. No dia 16 daquele mês, precisamente às 10h32 no horário de Brasília, os Estados Unidos lançavam a nave Apollo 11, com três astronautas a bordo. A missão: entrarem para a História como os primeiros homens a pousar na Lua.
Apesar de representar um avanço científico, o assunto foi tratado como um tema político importante, no contexto da Guerra Fria que opunha os EUA e a União Soviética. "Se a missão, chamada Apollo 11, for bem-sucedida, o homem vai realizar seu grande sonho de andar em outro corpo celestial", escreveu a Nasa (agência espacial americana), no comunicado à imprensa antes do lançamento.
A bordo da nave, além dos astronautas Neil A. Armstrong (comandante da missão), Michael Collins e Edwin E. Aldrin Jr., também viajou uma placa com um mapa da Terra e a assinatura do então presidente Richard Nixon. Dizia: "Aqui homens do planeta Terra colocaram pela primeira vez os pés na Lua; Julho de 1969; Nós viemos em paz por toda a Humanidade".