quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Cometa ISON a caminho dos seus últimos dias? Ou vencerá o UFC contra o Sol?

O Cometa ISON está agora no ponto mais próximo do Sol de sua trajetória, e a grande pergunta é: Será  ele capaz de escapar das altas temperaturas do Sol? Será destruído pela força gravitacional?
É possível acompanhar a aproximação do ISON ao Sol com imagens dos coronógrafos (telescópios especiais para observar o Sol)   LASCO C2 e LASCO C3 atualizadas pelo site do SOHO .
 Espero  que ele saia bem desse confronto que envolve altas doses de energia térmica e atração gravitacional.
Para saber mais assista o programa Céu da Semana.
ou veja o link do blog Física na veia  Ison

domingo, 24 de novembro de 2013

Cometa ISON visto do espaço

A NASA, Agência Espacial Norte Americana, liberou a imagem do Cometa ISON e ENCKE captada por seus satélites no dia 19 desse mês, é interessante observar a calda dos cometas vibrando por causa dos ventos solares.















para ver no site original vá até: http://science.nasa.gov/media/medialibrary/2013/11/24/ison_encke_nov19_22.gif


Assista também o programa Céu da Semana, sobre o ISON


sábado, 23 de novembro de 2013

Cometa ISON



Linda foto do Cometa ISON, feita no Japão

em Yamanasi, Japão, feito em 22 de novembro desse ano, por KAGAYA.
(essa montanha ao lado é o monte Fuji). Vamos esperar que o tempo melhore e ver se algum brasileiro também conseguiu uma foto tão boa assim.

Para ver a foto ampliada, clique na foto ou vá até o Facebook do blog Física na veia de onde tirei a imagem.



quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Novidades sobre o cometa ISON

Parece que as coisas estão ficando mais interessantes para quem quer ver o cometa ISON,
"observadores no Chile e Europa registraram um súbito aumento de brilho (1 magnitude nas últimas 24 horas), provavelmente um indicativo de outburst (explosão na superfície, liberando gases).
As próximas noites podem ser as melhores para os observadores no Sul e Sudeste do Brasil, já que o tempo está bom e a Lua ainda não está cheia
". E o que nos relata o blog Física na veia do professor Dulcidio, vale a pena ficar de olho.

O brilho do cometa ainda está muito fraco para a observação a olho nu, mas o próximos dias prometem, é bom ficar atento.
Para encontrar o cometa ISON nas próximas noites, procure perto da estrela Porrima (Gamma Virginis) entre as 5h e 5h30, bem perto do leste. (veja o mapa do Astrônomo Gustavo Rojas).


Céu da Semana - Lendas sobre os Eclipse Solares - 11 a 17/11/2013

 Para saber mais a respeito de eclipses...muito legal.


segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Uma semana em busca de um cometa - Cometa ISON

Temos mais ou menos uma semana para tentar ver o comenta ISON aqui no hemisfério Sul.
No começo de setembro tínhamos a esperança que a aparição do cometa seria o máximo, podendo ser visto até mesmo a olho nu, mas ao que tudo indica, não parece que será tão brilhante assim.
Para quem gostaria de vê-lo recomendo utilizar pelo menos um binóculos simples e olhar na direção do Planeta Marte ou da constelação de virgem, uma boa dica para a busca pode ser encontrada no blog Física na veia do professor Dulcidio
" Assim que foi descoberto, o ISON provocou barulho entre os astrônomos. É que ele tinha tudo para ser o "cometa do século" ou, sendo menos exagerado, pelo menos nos brindar com um grande espetáculo observacional. Infelizmente, a evolução do cometa de lá para cá foi bastante frustrante. Ele está muito menor e menos brilhante do que esperávamos. Por isso mesmo só vinha sendo observado por telescópios.
Mas li hoje os primeiros relatos de pessoas que já conseguem observar o cometa ISON apenas com binóculo. Como ele está se aproximando do Sol, deve crescer e ficar mais brilhante. Mas não podemos prever quão grande e brilhante ele ficará. Talvez, com muita sorte, ainda possa ser visto a olho nu.
Para nós, no hemifério sul, na medida em que o cometa se aproxima do Sol, vai ficando cada vez mais baixo no horizonte, o que dificultará a sua observação cada vez mais. Em todo o caso, vale a pena tentar vê-lo. E teremos poucos dias para isso: a máxima aproximação do cometa com o Sol (periélio) ocorre em 28 de novembro. Imagino que depois do dia 20, dificilmente conseguiremos ver alguma coisa."
Para saber mais: http://fisicamoderna.blog.uol.com.br

sábado, 9 de novembro de 2013

Um pedacinho do universo a cada novo ano

Você já pensou que mesmo paradinhos aqui em nosso planeta viajamos pelo universo deslocando não somente em torno do nosso astro rei, mas também conhecendo um novo pedacinho do universo?
Você pode entender melhor isso visitando do site Astronomia no Zênite (www.zenite.nu) na seção Diário astronômico, Espaçonave Terra (zenite.nu?espaconaveterra), lá você encontrar um painel de nossa espaçonave Terra com várias informações do nosso trajeto ao longo do espaço...Confira!

"Cada um de nós é tripulante de uma grande espaçonave que todos os anos percorre mais de novecentos e vinte milhões de quilômetros pelo espaço. Estamos falando, é claro, da Espaçonave Terra, que se move em torno do Sol enquanto este nos leva, junto com todos os demais integrantes da grande família solar, num longo passeio pela galáxia.

Como todos os corpos celestes estão se movendo, inclusive o Sol, não estamos simplesmente dando voltas num mesmo lugar. O caminho que percorremos todos os anos, que chamamos de órbita, nos leva – a rigor – a um pedacinho diferente do espaço sideral a cada ano.(...)"


Leia o conteúdo integral em zenite.nu?espaconaveterra